Planejamento Orcamentos Avaliaçao Custos Controles Treinamentos

 

Custos

Os gastos de uma empresa devem ser divididos em custos e despesas. As despesas são os gastos que não estão diretamente relacionados à produção. Normalmente os chamados de administrativos, dizem respeito às áreas financeira, RH, informática e outros. Sua análise pode ser feita por um percentual da receita, e então podemos dizer: esta empresa gasta 10% da sua receita líquida com despesas. A análise histórica deste percentual e o benchmark vão indicar se está adequado. Esta comparação pode ser feita interna e externamente com empresas do mesmo ramo ou não.
Já os custos dizem respeito diretamente à produção. Não pode ser uma fórmula econômica complexa, deve ser de fácil acesso e útil. Conhecer o custo unitário de cada produto, ou serviço, e compará-lo com seu preço de venda, é importante para determinar se estamos vendendo barato ou se estamos gastando muito. Como o mercado é normalmente o determinante na formação do preço, só nos resta reduzir custos.
Para reduzir é necessário conhecer.
O custo pode ser dividido em: pessoal, insumos e outros. Aqui voltamos ao item controles onde a contabilização por centro de custos vai nos dar subsídios para elaboração deste trabalho. O foco na produtividade é mensurado no custo de pessoal de cada produto.
Tudo pode e deve ser custeado, temos a experiência em diversas áreas, do custeio de pratos em restaurantes, do cálculo do valor que cada aluno custa à uma escola, até da produção de eletrodomésticos numa indústria multinacional. Nos últimos anos tenho me dedicado ao custeio de exames de análises clínicas.